Dicas de Segurança

DICAS DE SEGURANÇA

 

Cuidados com GLP (Norma Técnica XX/2018 CBMAP)

GLP é uma mistura de gases derivados do petróleo, ele é inflamável, o que exige muita atenção no manuseio do botijão. Não tem cheiro, por isso um composto a base de enxofre (mercaptana) é adicionado ao gás para revelar a sua presença caso haja vazamento. O GLP não é venenoso, mas é asfixiante. Por ser mais pesado que o ar, quando há vazamento de GLP, num local fechado, este vai se acumulando ao nível do chão e expulsa gradualmente o oxigênio do ambiente, causando asfixia em quem permanecer ali. Logo, botijão com vazamento precisa ser removido para um local aberto.

Atenção na compra do produto

Ao comprar botijão de gás deve-se prestar atenção se a revenda de gás possui alvará de vistoria do corpo de bombeiros militar do estado do amapá. É importante que tanto o caminhão de entregas quanto o botijão tragam, claramente, a mesma marca da distribuidora. Todo botijão de gás deve trazer um lacre sobre a válvula. Esse lacre não pode estar violado e deve apresentar, também, a marca da distribuidora. Recuse botijões muito amassados, enferrujados e com as alças soltas.

Como instalar

Instalar o botijão de gás no fogão é coisa relativamente simples, mas que exige cuidados. Em primeiro lugar, é preciso usar uma mangueira de gás e um regulador de pressão de gás aprovados pelo Inmetro. A mangueira é transparente com uma tarja amarela e traz a inscrição NBR8613 e a data de validade. O regulador de pressão tem a marca Inmetro gravada e é válido por cinco anos, após o que precisa ser substituído. Instale o botijão rosqueando a borboleta do regulador na válvula. Não use ferramentas para fazer isso, apenas as mãos. Para ver se há vazamento, faça espuma de sabão e aplique sobre a válvula. Se a espuma borbulhar é porque há vazamento. Repita a operação. Não se assuste com um pequeno vazamento, o gás não é venenoso e o botijão não irá explodir. Entretanto, caso o vazamento persista, é importante remover o botijão para um lugar ventilado e chamar a empresa distribuidora.

Atenção

-Nunca deite o botijão de gás e nem o coloque em local fechado.
-Não coloque qualquer tipo de dispositivo no regulador de gás como, por exemplo, manômetros para verificar a pressão.

-Nunca use mangueira de gás diferente da aprovada pelo Inmetro. O tamanho da mangueira também não pode ser aumentado, então nem pense em fazer extensões juntando várias delas. “Gambiarras” não combinam com GLP.

-Nunca passe a mangueira por trás do forno, o calor pode derretê-la e causar acidentes. Ao trocar o botijão, não deixe nenhuma chama acesa e nunca, jamais, em tempo algum tente ver se há vazamento usando um fósforo aceso. 

-Nunca aqueça o botijão para que ele “renda mais”. Se, ao chegar em casa, você sentir cheiro de gás, não acione o interruptor de luz nem acenda qualquer chama. Vá direto para as janelas e abra tudo. Depois remova o botijão para um lugar ventilado e chame a distribuidora de gás. É bom ter o telefone da sua distribuidora sempre à mão.

Brigadas de incêndio (Norma Técnica XX/2018 CBMAP)

Em nosso lar a segurança é fator primordial, os cuidados com a vida são extremamente necessários, para que seja mantido um ambiente de bem-estar e credibilidade. Portanto, faz-se necessário, além de equipamentos de prevenção, um contingente qualificado e capacitado a prestar os primeiros atendimentos em uma situação emergencial. Assim, evita-se o caos e minimiza-se os danos pessoais, patrimoniais e materiais.

Brigadas de incêndio são grupos de profissionais que desenvolvem as atividades iniciais durante um sinistro, enquanto equipes especializadas não chegam ao local. Os brigadistas devem focar no risco potencial vivenciado em prédios ou condomínios verticais, conhecer o plano de emergência da edificação, participar de exercícios de simulação, entre outras funções.

Umas das exigências, durante vistorias do Corpo de Bombeiros, é que exista um certificado, comprovando que naquele estabelecimento há um grupo competente de brigadistas, que frequentaram cursos. Também são realizadas perguntas sobre o sistema de proteção contra incêndio existente na edificação.

O Corpo de Bombeiros disponibiliza cursos para brigadistas através da DEI.

 

Fogos de Artifício (Norma Técnica XX/2018 CBMAP)

Principais Cuidados

  • Quem for manusear os fogos de artifício não deve ingerir bebidas alcoólicas;
  • Não permitir que crianças manuseiem os fogos;
  • Sempre comprar em lojas que possuam o alvará do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Amapá;
  • Sempre que possível adquirir os fogos que estão equipados com bases de apoio ou suportes para serem instalados e disparados do chão;
  • Evitar soltar os fogos “na mão”, sempre usando extensores, suportes e luvas quando possível;
  • Ler e seguir as instruções nos rótulos das embalagens;
  • Cuidado para não soltar fogos embaixo de árvores ou fiações elétricas.

Muitas pessoas não acionam o corpo de bombeiros quando ocorre um acidente. buscam diretamente o socorro nos prontos socorros dos hospitais, buscando com isso fugir de serem admoestados pelo uso incorreto dos fogos que causaram o acidente.

 

Fonte: CBMPR com adaptações



DISCIP - DISCIP
Avenida Presidente Getúlio Vargas, nº 1748 - Centro - Macapá/AP | Cep 68.900-000; Horário de atendimento: 07:45-13:00 Segunda a Sexta-feira - - discip@cbm.ap.gov.br
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2017 - 2021 Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá